CHINARTE Artes da Saúde

Novas Aprendizagens, Estar e Ser Naturalmente!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

E foi assim o Curso de Yang Tai Chi Fajing Gong...

por Nelson Barroso

(Leia os comentários de participantes no final do artigo)

Decorreu nos dias 3, 4 e 5 de Setembro de 2010 o Curso Intensivo de Yang Tai Chi Fajing Gong, o qual foi promovido e organizado pela CHINARTE, Instituição de Formação pela qual sou responsável. Atendendo ao sucesso obtido no que respeita à satisfação dos participantes quanto aos objectivos inicialmente visados, ciclicamente organizar-se-ão outros cursos neste âmbito.


Este curso (http://portugalchikung.blogspot.com/2010/08/curso-fajin-gong.html foi direccionado a um grupo de praticantes de nível avançado e visou realçar a essência marcial da prática do Autêntico Tai Chi Chuan, facultando o desenvolvimento de competências no âmbito da prática pessoal e da capacidade técnico-pedagógica direccionada à monitorização de terceiros. Contudo, uma vez que o programa desenvolvido no curso se revela interessante para a evolução na prática, serão fomentados cursos direccionados para praticantes de nível intermédio. Estes cursos terão sempre como limite máximo de inscrição: 10 alunos, de modo a permitir uma prestação de serviço personalizada, com os consequentes benefícios que daí resultam para todos os intervenientes no processo de aprendizagem. O Tai Chi Chuan na actualidade apresenta diversas vertentes de prática, refiro-me, aos diversos estilos que existem, bem como às respectivas vivências e formas de estar. Por isso, é vital esclarecer o público em geral que desconhece a verdadeira essência desta Arte Marcial Chinesa, incluindo muitos daqueles que se intitulam grandes conhecedores desta Arte.


A aprendizagem do Autêntico Tai Chi Chuan transcende a mera memorização de uma sequência de movimentos, a qual denominamos por forma. Importa que cada postura integre o(s) movimento(s) e a(s) energia(s) adequadas e a perfeição neste desempenho não tem fim, pois é desenvolvida ao longo dos anos de prática. O estudo do Fajing Gong (Trabalho de Fajing) impõe o aprimoramento da prática de Tai Chi Chuan, pois a sua optimização obriga ao aperfeiçoamento das posturas e movimentos e consequentemente das energias desenvolvidas. Importa assim conhecer a forma correcta de colocar o corpo e o trabalho que foi desenvolvido empiricamente ao longo de anos pelos Grandes Mestres desta Arte e que hoje, ao nível do pensamento cartesiano Ocidental podemos entender com base em conceitos da Biomecânica. Mas a teorização destes conhecimentos, sendo útil, é insuficiente para entender esta realidade marcial e somente o treino intenso e assíduo, sob supervisão adequada, possibilitará uma progressão válida na prática de Tai Chi Chuan.
O Autêntico Tai Chi Chuan expressa Força e Sensibilidade Integradas e não somente beleza de movimentos, a qual na maioria dos casos é vazia de conteúdo marcial e apenas se conota com um bailado de movimentos. A CHINARTE agradece a todos aqueles que participaram neste curso o profissionalismo e empenho demonstrados e o espírito de companheirismo que revelaram.

Viva o Autêntico Tai Chi Chuan
CHINARTE / Portugal Yong Nian Tai Chi


Apresentam-se seguidamente alguns comentários de participantes neste curso, os quais revelam a sua satisfação, o que é motivo de grande regozijo pessoal e um incentivo para continuar a promover a divulgação desta arte tradicional e genuína.

COMENTÁRIOS:

"El entrenamiento de taichi kungfu es de lo más fuerte que hay en artes marciales. Este curso ha sido muy tecnico e intenso, uno de los entrenamientos más duros que he realizado hasta la fecha". Las personas no saben lo que és el Yang Taiji, se praticado de forma autentica és muy fuerte. Me he quedado muy satisfecho del rendimiento del curso. Nos vemos en el curso de Espada el mes que viene.” (Carlos Lema, Espanha)


“Achei o curso de Fajing Gong espectacular. Sem dúvida um dos melhores cursos de sempre, sendo que os cursos que desenvolves têm sempre um nível muito elevado nos diversos aspectos que os caracterizam. Mas, de facto, este curso excedeu as expectativas e foi excepcional: um profissionalismo e uma mestria incomparáveis (domínio da técnica, capacidade formativo-pedagógica, plasticidade do treino gerando associação entre a aplicação marcial e os exercícios, etc.); um espírito de companheirismo de cinco estrelas; todos os objectivos superados.
Muito obrigada pelo empenho que revelas e por nos ajudares a melhorar continuamente nesta arte.
Desejo que a genuinidade desta arte possa ser divulgada a públicos mais amplos e que tenhas o sucesso que mereces.” (Diana Roque, Coimbra)


“Confesso que não fui muito confiante para o curso, pois embora reunisse os conformes exigidos pelo Mestre Nelson, ou seja ser praticante de Tai Chi há alguns anos, e saber executar toda a forma Yang (85 movimentos), pensei que seria demasiado para mim, pois sou uma praticante com 66 anos e pensei que teria de ter uma grande força para lutar com os outros participantes, até pensei que teria de ir ao chão e não me agradava nada mesmo. Mas mesmo assim arrisquei e lá fui em direcção à Chinarte.
Aconteceu o que não esperava mesmo, gostei muito fazer este curso, pois o que aprendi e senti no meu corpo deitou por água abaixo as minhas expectativas. A explosão de energia interna para o exterior, sem esforço físico aparente. Foi mesmo um sucesso aprender com o Mestre Nelson esta forma de Fajin. Por outro lado o facto de ser feito num local apropriado com uma boa energia em nosso redor contribuiu para o sucesso deste curso. Da minha parte quero agradecer ao Mestre Nelson e não só, também, aos meus colegas pela boa disposição e disponibilidade em me ajudarem a ultrapassar as minhas dúvidas.
Obrigada e espero que hajam mais cursos de formação deste género.” (Josefina Lourenço, Lisboa)


"É com muito agrado que partilho com quem me estiver a ler a experiência do fim-de-semana de prática de Fajin.
Confesso que foi com o entusiasmo de sempre que apanhei o expresso em companhia da querida amiga Josefina, de Lisboa em direcção a Viana do Castelo, cidade que me encanta desde a primeira visita.
A expectativa de poder aperfeiçoar a forma de 85 e praticar Fajin enchia-me de satisfação pois adivinhava um fim-de-semana árduo e pleno de Tai Chi. E assim foi, o nosso mestre Nelson Barroso, uma vez mais com a sua experiência de longa prática pedagógica, e profundo conhecimento da arte do Tai Chi foi-nos levando passo a passo para a prática de Fajin, que podemos traduzir resumidamente por “explosão de energia”, paciente e diligentemente, procurando o melhor de cada um de nós, corrigindo-nos e incentivando-nos ao rigor da arte.
Para não me alongar muito, direi que sou da opinião de que a prática regular dos exercícios e da Forma de Fajin para além do prazer e dos benefícios terapêuticos que nos proporcionam pelo trabalho em profundidade dos músculos, tendões, articulações e órgão internos, permite-nos uma maior compreensão e aprimoramento da Forma Longa do estilo Yang que praticamos.
Assim sendo, só me resta agradecer uma vez mais ao amigo e Mestre Nelson Barroso pela enriquecedora prática desse fim-de-semana assim como aos queridos companheiros pela companhia e partilha de experiências que tornaram o curso ainda mais agradável e proveitoso esperando por novas oportunidades de aprendizado e são convívio " (João Pedro Costa, Lisboa)


Excerto da Forma Yang Tai Chi Fajing Gong

Sem comentários:

Enviar um comentário