CHINARTE Artes da Saúde

Novas Aprendizagens, Estar e Ser Naturalmente!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Qigong / Chi Kung

por Nelson Barroso


O Qigong tem origem em tempos remotos. Existem relatos escritos, datados do ano 230 A.C., sobre uma dança que fortalecia o corpo, regulava a respiração, activava a circulação sanguínea, e tratava algumas doenças. Ao longo dos séculos os conhecimentos desta prática milenar foram enriquecendo. E eventualmente, estarão a interrogar-se: Qigong, afinal de que se trata? O Qigong consiste no exercício ou trabalho da energia interna através do controlo do movimento e da respiração, com o objectivo de promover o fluir do Qi (Chi) ao longo dos meridianos do corpo. A expressão CHI significa energia, é um conceito que abrange diversos significados e que num programa posterior desenvolveremos. Por outro lado, os Meridianos são canais por onde circula essa energia. O termo Qigong abrange, mas, também, ultrapassa o conceito de “ginástica” que se utiliza no Ocidente, uma vez que o Qigong engloba, exercícios estáticos, e dinâmicos que visam promover em simultâneo o trabalho do corpo físico, mental, emocional e energético. Actualmente, está comprovado que o Qigong estimula o sistema imunitário e favorece o tratamento de inflamações e degenerações orgânicas. Tem um efeito calmante no sistema nervoso e consequentemente é altamente benéfico no tratamento de casos clínicos de ansiedade, insónia e depressão. Também, a nível físico se revela altamente eficaz e aconselhável a sua prática, uma vez que promove o livre fluir da energia, melhorando a circulação sanguínea, atenuando e eliminando as dores musculares, artroses, problemas gastrointestinais, tensões nervosas, entre muitos outros sintomas. Porém, só com a prática assídua de Qigong se previne o aparecimento de doenças e se obtém um efeito terapêutico sobre problemas já existentes. O Qigong actua de forma natural e sem ter quaisquer efeitos secundários prejudiciais. Para além, disso é uma actividade agradável, estimulante, mas também relaxante. Continuando com a nossa explanação, diremos que o Qigong é como escovar os dentes ou tomar um duche. Uma vez que se lava diariamente o corpo, porque não “lavar” todos os dias a energia? O Qigong lava, limpa e purifica a energia pessoal, tal como se tomássemos um duche internamente. A sensação de regeneração é denotada no abrandar do processo de envelhecimento. Contudo, a verdadeira vantagem, não se prende com o aumento de esperança de vida e prolongamento de juventude, mas sim, pretende-se viver o mais possível, com uma elevada qualidade de vida, isto é, num conceito de boa forma física, interna e externa, e num bom estado mental e emocional. Este é um desafio que vale a pena todos terem, dedicando tempo à prática de Qigong.

Pratique Qigong,

Viva com mais energia, bem-estar e saúde plena.

Viana do Castelo, 31 de Agosto de 1011

Tai Chi e Chi Kung: Competição ou Promoção da Saúde e da Alegria de Viver?

por Diana Roque

Atendendo à actual controvérsia que paira na actualidade Portuguesa sobre as práticas de Tai Chi e Chi Kung, achei interessante realizar a seguinte exposição, com o intuito de esclarecer aqueles que ignoram estes factos ou apenas os menosprezam.

1. A modalidade de Tai Chi Chuan não se identifica exclusivamente como prática Marcial Chinesa, sendo principalmente e fundamentalmente na actualidade conotada com a Prática Desportiva (isenta de actividade marcial), como um Método para Manutenção e Promoção da Saúde, e como um Método Terapêutico aplicado no tratamento de algumas doenças.


2. A modalidade de Qigong (Chi Kung) não se identifica em absoluto como uma prática Marcial Chinesa, sendo em concreto uma disciplina que visa três tipos de actividades distintas: Prática Desportiva, Método para Manutenção e Promoção da Saúde, Método Terapêutico aplicado, isoladamente ou complementarmente, no tratamento de múltiplas doenças.

2.1. No seguimento do item 2., importa, informar que na República Popular da China a prática da modalidade de Chi Kung originou a constituição e o desenvolvimento de uma Associação específica, independente e autónoma no que respeita às artes marciais Chinesas de Wushu, as quais são reguladas pela CHINESE WUSHU ASSOCIATION, em virtude de nestas práticas se incorporarem diversos sistemas que visam de forma particular o desenvolvimento da prática de promoção e manutenção da saúde, bem como se comprovar que os diversos sistemas e técnicas tradicionais e modernas compõem um sistema metodológico pluralista no âmbito da aplicação terapêutica. Nesta conformidade na China existe uma entidade oficial independente para regulação das actividades de Chi Kung, respectivamente a CHINESE HEALTH QIGONG ASSOCIATION. No site da CHINESE HEALTH QIGONG ASSOCIATION - http://jsqg.sport.org.cn/en/index.html - constam inúmeros estudos científicos que comprovam que o Chi Kung é um método terapêutico, bem como um sistema de diversas práticas / exercícios físicos, mentais e energéticos que visam a manutenção e desenvolvimento da saúde e nesta perspectiva abstrai-se totalmente do conceito de Arte de Wushu (Artes Marciais Chinesas) ou Desporto.

2.2. Atendendo ao acima exposto, releva, também, salientar o conceito de prática de kungfu / wushu e prática de Chi Kung, a primeira desenvolve-se no âmbito das Artes Marciais Chinesas Modernas de Competição e a segunda, é uma modalidade complementar, que não se inclui nas Artes Marciais Chinesas Modernas de Competição (Wushu). Portanto, o Chi Kung deveria ser excluído em absoluto do âmbito das Artes Marciais Chinesas, uma vez que é uma disciplina muito genérica que abarca uma panóplia pluridisciplinar de actividades que visam o trabalho físico, mental e energético.

2.3. Alguns sistemas e estilos marciais Chineses cultivam e desenvolvem em paralelo práticas de Chi Kung como forma de reabilitação do corpo físico e mental, de forma a promover a saúde e o fortalecimento físico e mental. Contudo, deve entender-se que a prática de Chi Kung não é uma Arte Marcial, mas sim um complemento útil, tal como uma boa dieta alimentar, e bons hábitos quotidianos tais como repouso suficiente, evitar trabalho excesso, etc. De facto o Chi Kung é um método de prevenção de desequilíbrios e um método terapêutico de reabilitação física, mental e energética, extremamente eficaz, permitindo manter e desenvolver o equilíbrio corpo-mente-espírito e desde logo promover o estado de saúde plena. O Chi Kung é na China e no Mundo, o que o Yoga é na India e no Mundo.

3. A Organização Mundial de Saúde reconhece as modalidades de Chi Kung e Tai Chi como disciplinas terapêuticas e de promoção da Saúde que proporcionam uma melhoria da Qualidade de Vida. Nesta perspectiva a prática pode ser feita para benefício individual ou de terceiros, de forma isolada ou em grupo. Sim, pois a terapia de grupo cria uma dinamização superior e uma mais-valia acrescida em muitas situações, tal como sucede com outras disciplinas terapêuticas, como por exemplo no ramo da Psicologia.

3.1. No mundo e em Portugal o Chi Kung e o Tai Chi integram os programas de formação das Escolas de Formação em Medicina Tradicional Chinesa e outras Medicinas Não Convencionais, uma vez que são parte relevante no processo de reequilíbrio energético dos terapeutas e dos respectivos pacientes.

4. Importa enfatizar também o carácter lúdico e cultural destas práticas que são uma fonte simples de promoção de convívio social e da dignidade histórica das artes tradicionais, honrando-as e preservando a riqueza ancestral que se lhes associa.

Concluindo, a perspectiva de Desporto de Competição é a componente mais pobre da panorâmica destas artes, pois limita-se a uma pequena porção do Universo de profissionais e praticantes de Tai Chi e Chi Kung. Assim sendo, realmente, importante é incentivar a criação das condições necessárias para fomentar a prática destas Artes de Desporto da Saúde, Lúdicas e Desenvolvimento Pessoal, na perspectiva vivenciada por milhares de pessoas e não apenas na perspectiva de umas dezenas de indivíduos que de facto se interessam pelo Desporto Federativo que fomenta a Competição e não a Saúde e a Alegria de Viver dos Portugueses em geral.
Coimbra, 30 de Outubro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Ano Lectivo 2011/2012

Já estão abertas as Inscrições para os Cursos Presenciais e E-Learning

Neste novo ano lectivo a CHINARTE faculta a oferta dos cursos de Formação Profissional:

1. Área da Medicina Tradicional Chinesa


  • Curso de Medicina Tradicional Chinesa/Acupunctura

  • Curso de Massagem Tui Na

  • Curso de Reflexologia Podal

2. Área das Artes da Saúde e Artes Marciais


  • Curso de Luohan Chi Kung Tradicional

  • Curso de Tai Chi Cuan Tradicional

  • Curso de "HEALTH CHI KUNG"

  • Curso de Desportos de Combate

Os cursos são ministrados por Profissionais altamente qualificados, e são certificados pela CHINARTE - Entidade Formadora certificada pela DGERT nas áreas da Saúde e Desporto.

Inscrições e Informações:
www.chinarte.com -geral@chinarte.com - 258 847 214 - 962 748 582

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

A CHINARTE AGRADECE A TODOS OS PARTICIPANTES NO MINHO SUMMER WELLNESS 2011

terça-feira, 21 de junho de 2011

CURSO INTENSIVO DE VERÃO 2011



Prática de Tai Chi Chuan e Chi Kung
6 dias Intensivos manhã e tarde











  • Com muitas actividades:

  • Prática Diária (Manhã e Tarde)

  • Prática ao Ar Livre e na CHINARTE

  • Acividades no Rio Âncora

  • Percursos Pedestres

  • Aulas de Chinês

  • e muito mais...

Inscrições em geral@chinarte.com





Visualize fotos de edições anteriores:

http://www.chinarte.com/?m=m_Galeria&op=6










quarta-feira, 30 de março de 2011

Autêntico Yang Tai Chi: Promover é Preservar?

por Diana Roque



No actual contexto em que se desenvolvem as diversas práticas de Tai Chi, considerando os Estilos Tradicionais existentes, as suas ramificações, diversificações e variações, impostas pelas diversas linhagens que surgiram ao longo do último século, bem como as transformações associadas às directrizes das práticas de Wushu Moderno e ao despertar desta arte para novos designs e contornos de performance que se associam às terapias complementares e às artes contemporâneas de dança, o conceito de Tai Chi torna-se confuso, pois abarca uma panóplia multifacetada de actores, cenários e filosofias de ser, estar e fazer.

Levantam-se questões diversas quanto à história desta arte e em especial quanto à sua origem, esta última misteriosamente perdida no tempo! A sua história é colorida por uma teia complexa de enredos, contudo é certo que a sua base se alicerça na Cultura Chinesa e foi tecida num jogo tão pragmático, como incomum, transitando entre a sua essência marcial e o cultivo da arte de saber viver o crescimento interno, manifestando-se nas acções dos homens mais simples e comuns e expressando-se na poesia dos mais sensíveis, atraindo os mais brutos, mas também os mais cultos, enredando pobres e ricos… e por isso mesmo, revelando ser uma Arte digna de apaixonar todos os Homens… aqueles que eternamente buscam o desafio do desconhecido na batalha incessante de atingir a perfeição.


Não fora o tema por si mesmo já tão complexo, vem esta nota introdutória lançar ainda mais confusão nas mentes que gostam da simplicidade do não pensar e apenas desenhar o acto de praticar Tai Chi. Mas, a questão reside no que é o acto de praticar Tai Chi e por isso entendo ser necessária uma reflexão profunda sobre este tema. É certo que numa atitude democrática todas as versões devem ser aceites, melhor dizendo, respeitadas, e o que verdadeiramente importa são os benefícios que a prática de Tai Chi pode proporcionar, sejam quais forem as suas nuances de expressão externa e interna. Mas a democracia é muitas vezes subjugada pela hipocrisia e pela anarquia de interesses diversos e por isso considero que em determinadas circunstâncias, impõe-se, o proteccionismo e a preservação, se quisermos manter o elo que nos une em dada prática, neste caso, em dada forma de expressão da prática. Refiro-me, especificamente, à prática de Autêntico Yang Tai Chi e à necessidade em fomentar a compreensão e entendimento desta arte, diferenciando-a das práticas congéneres, e caracterizando e homogeneizando a prática dos que se dizem ser fieis à essência das directrizes da World Yongnian Tai Chi Federation.


O saber não tem fim e o incremento da cultura em qualquer área é sempre louvável, contudo, a preservação da autenticidade dos ensinamentos recebidos numa dada técnica, é mais que um dever, uma responsabilidade. Na fonte impõe-se a boa transmissão dos ensinamentos que o receptor deve respeitar, e desde logo deve evitar imiscuir com técnicas que em nada se relacionam com a essência da prática de Yang Tai Chi.


Promover a nossa arte é importante, mas essa promoção deve ser realizada com base na preservação da sua essência original, identificando e caracterizando a sua origem, história, acção, objectivos, intervenientes (linhagem) e prática interna e externa. Assim, é vital e imprescindível cultivar o aperfeiçoamento contínuo desta arte junto daqueles que fomentam esta cultura de ser, estar e fazer, lutando pela sua promoção, mas acima de tudo pela preservação da sua autenticidade. Importa incentivar a formação contínua e assídua de todos os instrutores habilitados não só na prática de Tai Chi Chuan, mas de todas as armas, Espada, Sabre, Bastão, bem como das práticas de Tui Shou e Fajing, mantendo a essência tradicional.


Aos Mestres apelo para que partilhem mais e mais conhecimento e não deixem morrer a riqueza da nossa linhagem, pois o conhecimento que não é partilhado de nada vale. Aos amantes da arte apelo ao empenho no aprimoramento e respeito pela arte. A todos apelo para que promovam e preservem a nossa Arte!


Coimbra (Portugal), 30 de Março de 2011

terça-feira, 8 de março de 2011

Curso de Autêntico Yang Tai Chi Chuan


Forma 28 Yang Tai Chi Chuan; Tui Shou, Forma de Espada / Yang Tai Chi Jien (51 Mov.ts)



CHINARTE / YONGNIAN PORTUGAL

membro da WORLD YONGNIAN TAI CHI FEDERATION

http://www.worldyongniantaichi.com


A CHINARTE realizou nos dias 7 e 8 de Março 2011 em Viana do Castelo mais um curso de Yang Tai Chi Tradicional direccionado a instrutores de nível Avançado do Estilo Tradicional de Yang Tai Chi da linhagem da World Yongnian Tai Chi Federation. Este curso visou o estudo aprofundado da Forma Yang de 85 Movimentos, e o treino de Tui Shou, Fajing e Forma de Espada (51 Movimentos).


Este curso foi realizado no âmbito de uma série de cursos que têm vindo a ser desenvolvidos pela CHINARTE com o objectivo de proporcionar uma formação de carácter mais personalizado, o que permite uma aprendizagem contínua mais detalhada e profunda das técnicas do Autêntico Yang Tai Chi Tradicional.

Formador Responsável: Mestre Nelson Barroso (Presidente da Yong Nian Tai Chi Portugal - entidade membro da World Yongnian Tai Chi Federation)
Mestre Nelson Barroso
Instrutores: Diana Roque, Paula Ferreira, Sónia Ferreira, Américo Filipe, Carlos Felgueiras, Elsa Sardinha, Josefina Lourenço e Madalena Leitão



domingo, 6 de março de 2011

CURSO TAI JIT KUEN - LUOHAN CHI KUNG

A CHINARTE concluiu hoje mais um curso intensivo de Luohan Chi Kung - Especialização em Tai Jit Juen e em Dai Luohan do Sistema Choy Lee Fut, o qual foi dirigido pelo Mestre Nelson Barroso.

Dai Luohan traduz-se por “O Grande Buda” e esta forma caracteriza-se por uma sequência de exercícios que visa a prática de meditação activa.

Tai Jit traduz-se por Yin, Yang e esta forma conota-se com o cultivo da energia interior e a exteriorização através de movimentos explosivos e contínuos. Todos os movimentos desta forma têm aplicação marcial.

Mestre Nelson Barroso, César Garcia, Américo Filipe, Diana Roque, Sonia Ferreira, Elsa Sardinha, Josefina Louranço e Madalena Leitão





O Luohan Chi Kung é parte integrante do Sistema Choy Lee Fut, o qual incorpora diversas e distintas sequências de exercícios. Estas sequências denominam-se formas (kuens) e agregam determinados tipos de exercícios, com objectivos específicos, entre os quais: o fortalecimento dos tendões e dos músculos, o trabalho da respiração, a meditação, a aplicação terapêutica e a prática marcial.

Como vem sendo habitual o curso teve um número restrito de alunos de modo a permitir uma supervisão mais personalizada e desta forma permitir a obtenção de mais valias no trabalho desenvolvido ao longo do curso.





terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Este Carnaval invista na Saúde e Desporto

Entidade formadora: CHINARTE

Curso Intensivo de Luohan Qigong - 5 e 6 de Março 2011



Curso Intensivo de Tai Chi Chuan - 7 e 8 de Março 2011




CURSO “LUOHAN CHI KUNG TRADICIONAL”

Objectivo Geral: Especialização nas formas Tai Jit Kuen e Dai Luohan.

Destinatários: Praticantes de Chi Kung.

Limite máximo de Inscrições: 8 Participantes

Programa
o Estudo teórico-prático da Forma Tai Jit Kuen
o Tipos de Aplicação da Forma Tai Jit Kuen
o Aplicação Prática
o Estudo teórico-prático da Forma Dai Luohan
o Abordagem de 15 exercícios de Dai Luohan nos aspectos energéticos e meditativos.

Datas e Horários
5 de Março (Sábado); 10:00h às 13:00h e 16:00h às 19:00h
6 de Março (Domingo); 10:00h às 13:00h



Local: CHINARTE – Viana do Castelo
Certificado pela CHINARTE Entidade Formadora acreditada pela DGERT



CURSO “AUTÊNTICO TAI CHI CHUAN”

Objectivo Geral: Estudo da Forma Yang do Autêntico Tai Chi Chuan e facultar a aquisição de conhecimentos inerentes aos princípios das práticas de Tui Shou e de Fa Jing.

Destinatários: Praticantes de Tai Chi Chuan.

Limite máximo de Inscrições: 8 Participantes por Curso

Programa
o Estudo das Forma Yang Tai Chi Chuan
o Princípios de Li Tié e Jin Tié nos movimentos de Yang Tai Chi Chuan
o Introdução ao Fa Jing
o Introdução ao Tui Shou

Datas e Horários
7 de Março ; 10:00h às 13:00h e 16:00h às 19:00h
8 de Março; 10:00h às 13:00h

Local: CHINARTE – Viana do Castelo
Certificado pela CHINARTE Entidade Formadora acreditada pela DGERT

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Novidades CHINARTE Artes da Saúde



. CURSO INTENSIVO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CHI KUNG E TAI CHI CHUAN

CARNAVAL 2011
– VIANA DO CASTELO - 5, 6, 7 e 8 de Março de 2011


· AUTHENTIC YANG TAI CHI INSTRUCTORS COURSE - SHANGAI / CHINA

24 a 29 de Maio de 2011



· I CONGRESSO INTERNACIONAL DA WORLD YONG NIAN TAI CHI

E TOUR PELO JAPÃO - 3 a 9 de Junho de 2011



· FÉRIAS NO ALTO MINHO COM CHI KUNG E TAI CHI

VERÃO SAUDÁVEL
– ARTES DA SAÚDE - 9 a 14 de Agosto de 2011